15 tipos de pensamentos distorcidos

Essa é uma tradução do trabalho Thoughts & Feelings by McKay, Davis, & Fanning. Esses são 15 tipos de pensamentos distorcidos. Observe se você reconhece algum deles em você, e se lembra de alguém que conhece 🙂

Filtragem: você pega os detalhes negativos e os amplia, enquanto filtra todos os aspectos positivos de uma situação. Um único detalhe pode ser escolhido e todo o evento fica colorido por esse detalhe.

Pensamento polarizado: A marca registrada dessa distorção é a insistência em escolhas dicotômicas. As coisas são pretas ou brancas, boas ou ruins. Você tende a perceber tudo nos extremos, com muito pouco espaço para um meio termo. Por exemplo – você tem que ser perfeito ou é um fracasso.

Overgeneralization: Você chega a uma conclusão geral com base em um único incidente ou evidência. Se algo ruim acontecer uma vez, você espera que isso aconteça repetidamente.

Lendo a mente: Você supõe que sabe o que as pessoas estão sentindo e por que agem dessa maneira. Em particular, você é capaz de adivinhar como as pessoas estão se sentindo em relação a você. Os leitores de mentes tiram conclusões verdadeiras para eles, sem verificar se são verdadeiras para a outra pessoa.

Catastrofista: Você espera um desastre. Você percebe ou ouve sobre um problema e inicia “e se”. E se isso acontecer comigo? E se a tragédia acontecer? Um catalisador subjacente a esse estilo de pensamento é que você não confia em si mesmo e em sua capacidade de se adaptar às mudanças.

Personalização: Essa é a tendência de relacionar tudo ao seu redor para você mesmo. Por exemplo, pensar que tudo o que as pessoas fazem ou dizem é algum tipo de reação a você. Você também se compara aos outros, tentando determinar quem é mais inteligente, mais bonito etc. A suposição subjacente é que seu valor está em questão. Portanto, você é continuamente forçado a testar seu valor como pessoa, medindo-se em relação aos outros.

Controlar falácias: Existem duas maneiras de distorcer seu senso de poder e controle. Se você se sente controlado externamente, se vê desamparado, vítima do destino. A falácia do controle interno faz com que você seja responsável pela dor e felicidade de todos ao seu redor. Sentir-se controlado externamente mantém você preso. Você não acredita que pode realmente afetar a forma básica de sua vida, muito menos fazer qualquer diferença no mundo.

Falácia da justiça: você se sente ressentido porque pensa que sabe o que é justo, mas outras pessoas não concordam com você. É tentador fazer suposições sobre como as coisas mudariam se as pessoas fossem justas ou realmente valorizassem você. Mas a outra pessoa quase nunca vê dessa maneira, e você acaba causando muita dor e um ressentimento cada vez maior.

Culpar: Você considera as outras pessoas responsáveis ​​por sua dor ou toma a outra atitude e se culpa por todos os problemas. Culpar geralmente envolve responsabilizar alguém por escolhas e decisões que, na verdade, são de nossa própria responsabilidade. Nos sistemas de culpa, você nega seu direito (e responsabilidade) de afirmar suas necessidades, dizer não ou ir a outro lugar pelo que deseja.

Dever: Você tem uma lista de regras rígidas sobre como você e outras pessoas devem agir. As pessoas que quebram as regras o irritam, e você se sente culpado se violar as regras. As regras são corretas e indiscutíveis e, como resultado, muitas vezes você está na posição de julgar e encontrar falhas (em si mesmo e nos outros). Palavras que indicam a presença dessa distorção são deve, deve e deve.

Raciocínio emocional: Você acredita que o que sente deve ser verdadeiro – automaticamente. Se você se sente estúpido ou chato, deve ser estúpido e chato. Se você se sente culpado, deve ter feito algo errado. O problema do raciocínio emocional é que nossas emoções interagem e se correlacionam com o nosso processo de pensamento. Portanto, se você tiver pensamentos e crenças distorcidos, suas emoções refletirão essas distorções.

Falácia da mudança: você espera que outras pessoas mudem para se adequar a você, se você pressioná-las ou convencê-las o suficiente. Você precisa mudar as pessoas porque suas esperanças de felicidade parecem depender inteiramente delas. A verdade é a única pessoa que você pode realmente controlar ou com muita esperança de mudar é você. A suposição subjacente a esse estilo de pensamento é que a sua felicidade depende das ações dos outros. Sua felicidade realmente depende das milhares de pequenas e grandes escolhas que você faz em sua vida.

Rotulagem global: você generaliza uma ou duas qualidades (em você ou nos outros) em um julgamento global negativo. A rotulagem global ignora todas as evidências contrárias, criando uma visão do mundo que pode ser estereotipada e unidimensional. Rotular a si mesmo pode ter um impacto negativo e insidioso na sua auto-estima; enquanto rotular outras pessoas pode levar a julgamentos rápidos, problemas de relacionamento e preconceito.

Estar certo: Você se sente continuamente em julgamento para provar que suas opiniões e ações estão corretas. Estar errado é impensável e você fará todo o possível para demonstrar que esta certo. Ter que estar “certo” muitas vezes dificulta sua audição. Você não está interessado na possível veracidade de uma opinião diferente, apenas em defender a sua. Estar certo se torna mais importante do que um relacionamento honesto e carinhoso.

Falácia da recompensa do céu: Você espera que todo o seu sacrifício e abnegação sejam recompensados, como se houvesse alguém que estivesse anotando pontos. Você se sente amargo quando a recompensa não vem como o esperado. O problema é que, enquanto você está sempre fazendo a “coisa certa”, se seu coração realmente não está nele, você está se esgotando física e emocionalmente.

* DeThoughts & Feelings by McKay, Davis, & Fanning. New Harbinger, 1981. These styles of thinking  (or cognitive distortions) were gleaned from the work of several authors, including Albert Ellis, Aaron Beck, and David Burns, among others.

Posts Recentes

Gostaria de saber mais?  

Sempre quando rola algum assunto, insight ou oportunidade super interessante eu troco com a galera da minha lista. Se você quiser fazer parte, coloca seu melhor e-mail aqui