Historias, empoderamento e intuição.

Como seres humanos, lidar com situações difíceis não é muito bem um dos nossos dons.

Não fomos ensinados inteligência emocional na escola, nem mesmo a como lidar as nossa diferenças – mas sabemos a formula de Bhaskara, e também como contar uma boa historia. 

Acredito ate que esse seja um dos nossos maiores dons: contar historias. 

A gente cria algumas historias na nossa mente, e acredita nela fielmente, como se fossem verdade. Mas no fundo so são historias… Ja parou para pensar nisso? 

Porque tudo o que acontece na nossa vida é sem significado, e completamente neutro. No entanto, a forma que olhamos para esse acontecimento é o que o transforma em uma historia. 

Inconscientemente acabamos criando um significado e interpretando os fatos, para que eles façam algum sentido para nos (ou para a nossa caixa).

Dentro do Possibility Management (aprenda mais aqui www.possibilitymanagement.org), somos ensinados que temos o nosso “ser central” – que seria a nossa essência, nosso eu superior -, a nossa caixa – que é o aparato que a gente constrói pra proteger o nosso ser (nossa personalidade, nossas crenças, opiniões, forma de ver e nos mostrar ao mundo) -, e o nosso gremlin – que é a parte nossa que adora fugir da responsabilidade e destruir espaços. 

Não vamos entrar muito afundo agora nos detalhes de cada uma dessas facetas nossas, mas vamos ter claro de que cada um eles tem um objetivo profundo:  o de garantir a nossa sobrevivência.

Tudo o que fazemos é para podermos sobreviver nesse mundo. Buscamos ser aceitas, ser amadas, fazer parte da sociedade para sobreviver.

Buscamos o amor dos nossos pais porque na infância precisávamos de alguém para nos oferecer proteção, alimento, e carinho. E hoje, se não passamos por experiencias introdutórias a nosso próprio poder pessoal, podemos achar ainda que dependemos de nossos pais para tudo isso. 

No entanto isso nao é uma verdade. 

Mas ainda vamos carregando algumas ideias de como a vida é, de como devemos ser, do que é verdade ou não – da nossa familia – e não nos permitimos questionar, por medo de não sermos aceitos e rechaçados. 

No entanto, tudo isso que estamos vivendo hoje são ainda estruturas antigas de pensamento repassados de geração em geração. 

E alguns são ótimos, valiosos, tesouros dessa vida.

Outros nem tanto.

Por isso vale o espaço do questionamento. Do rever como estamos vivendo a nossa vida agora, quais são as coisas que vem acontecido comigo, quais são as sensações e pensamentos mais presentes no meu dia a dia, para ver se essas historias que a gente conta, essas crenças que a gente carrega, esta nos elevando ou nos puxando para baixo. 

Voce atrai tudo aquilo que voce é. 

Uma forma maravilhosa de entrar nesse processo de auto conhecimento é tirando uma noite do teu final de semana para fazer um ritual.

Um ritual maravilhoso, onde voce estará durante toda a noite só com voce.

Veja bem, o maravilhoso que eu digo não quer dizer – belo, conto de fadas, fotinhos do pinterest.

Maravilhoso para mim quer dizer magico, transformador, ranhento e leve.

Porque essa ideia de que o auto conhecimento é bonitinho também é um padrão subconsciente que esta nos sendo vendido para a industria ganhar dinheiro. 

Auto conhecimento é descobrir as nossas sombras, e traze-las como aliadas. É descobrir a nossa luz e irradia-las para trazer os outros como aliados. 

É utilizar o meu dinheiro para o meu bem estar completo e também do outro.

É utilizar a minha inteligência para fazer boas escolhas politicas, ambientais e econômicos.

É acreditar que tudo começa comigo, e que eu tenho tanto valor quanto o dono do Facebook. Mas esse valor não esta na minha conta bancaria, e sim nas minhas atitudes, e as respostas as minhas atitudes.

Como começamos conversando, atraímos aquilo que somos.

As vezes a gente quer tanto algo, mas recebe algo diferente. As vezes falamos uma coisa, e os outros ouvem outra.

Isso é porque nossos pensamentos não estão alinhados com os nossos sentimentos, nem a nossa energia. 

Mas veja, ha um truque:

O de ver tudo como se fossem historias.

Todas as situações são neutras. O olhar que eu coloco nela é que cria uma historia. 

E ai, quando eu viver uma situação que me tira do lugar de conforto, o seguro truque é lembrar dessa frase do Yogi Bhajan:

Quando a cabeça comanda, a cabeça e o coração estão errados; quando o coração comanda, a cabeça e o coração estão certos.

– Yogi Bhajan

Então confie no seu coração. Pare no meio da situação e sinta o que o seu coração ta te dizendo, quais são as sensações no seu corpo. O que voce ta sentindo?

E confia nesse sentimento.

Toma a decisão uma so vez de confiar na sua intuição, no seu coração, e veja o resultado.

Se for bom, voce continua confiando.

Quanto mais a gente pratica uma ação, mais fácil de faze-la. A sua relação com seu coração e intuição ficara tao fina, que voce começará a ler mentes e a trabalhar com o universo. 

Porque o que voce carrega dentro de ti, é parte do universo.

E sera que essa é mais uma historia? 

Bem, todos os maiores mestres incluindo Jesus ta contando a mesma historia, então deve ter uma magia ai!

Pois veja bem, ha historias que valem a pena ser contadas.

E qual é a sua? 

Todo amor,

Isadora

Posts Recentes

Gostaria de saber mais?  

Sempre quando rola algum assunto, insight ou oportunidade super interessante eu troco com a galera da minha lista. Se você quiser fazer parte, coloca seu melhor e-mail aqui